XXX Congresso da Sociedade Brasileira de Hipertensão Arterial

Dados do Trabalho


Título

PERFIL ANTROPOMÉTRICO E SÍNDROME METABÓLICA EM ESCOLARES

Introdução

<p>A obesidade infantil vem crescendo em todo o mundo e é fator de risco para a Síndrome Metabólica (SM), juntamente com as medidas de circunferência de cintura (CC), podendo trazer complicações na idade adulta. Por isso é importante o monitoramento do perfil antropométrico, ainda na infância, com o intuito de promover uma vida saudável entre crianças e adolescentes.&nbsp;</p>

Objetivo

<p>Avaliar o perfil antropométrico e identificar a medida de CC e obesidade como indicadores de SM.&nbsp;</p>

Método

<p>Foi realizado um estudo transversal com escolares de 6 a 14 anos (9,5 ± 1,68 anos), de uma escola pública, em Corumbá, MS. Para determinar o perfil antropométrico avaliou-se massa&nbsp;corporal (kg), estatura (metros), Índice de Massa Corporal (IMC) (peso/altura2), medidas de CC e Circunferência de Quadril (CQ) (cm); relação cintura-quadril (RCQ); e relação cintura-estatura (RCE). O estado nutricional foi determinado pelas curvas de IMC da Organização Mundial da Saúde, de acordo com as tabelas de escore-Z, sendo baixo peso, IMC entre ≥ Z -3 e &lt; Z – 2; eutrofia, entre ≥ Z −2 e &lt; Z +1; sobrepeso, entre ≥ Z+1 e &lt; Z + 2; e obesidade, ≥ Z +2. Para avaliação dos indicadores de SM foi utilizado a medida de CC, de acordo com as Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes, sendo considerada risco para a Síndrome Metabólica CC ≥ Percentil 90, para escolares com idade abaixo de 16 anos, e IMC escore ≥ Z +2. Os dados foram submetidos a análises de estatística descritiva para determinar os valores de média, desvio padrão e distribuição por frequência absoluta (n) e relativa (%), pelo software Excel.</p>

Resultados

<p>No estado nutricional observou-se que 1,14% dos escolares estão com baixo peso; 49,44% com eutrofia; 34,95% com sobrepeso; e 14,49 % com obesidade. Nas medidas antropométricas verificou-se média igual a: CC, 58,7 ± 5,97 cm; CQ, 67,4 ± 7,84 cm; RCE, 0,4 ± 0,03; e RCQ, 0,9 ± 0,05. Em relação aos indicadores para SM, apenas 10,51% apresentaram CC ≥ Percentil 90 (66 cm) e 14,49% com IMC escore Z ≥ +2.&nbsp;</p>

Conclusão

<p>Apesar da baixa frequência nos indicadores de SM, quase 60% dos escolares estão com excesso de peso corporal e alguns com CC elevada, que são fatores de risco para a Síndrome Metabólica. Por isso a importância da avaliação precoce do perfil antropométrico, no contexto escolar, a fim de incentivar hábitos de vida&nbsp;saudável&nbsp;aos&nbsp;alunos.</p>

Palavras Chave

Obesidade; Circunferência de Cintura; Índice de Massa Corporal.
Apoio: Grupo de Estudo e Pesquisa em Estilo de Vida e Saúde (GEPEVISA)

Área

Área Multiprofissional

Autores

Silvia dos Santos Correa, Ayana Gleise Franco Alves Flores , Rosana Rezende dos Santos Barros, Maria Luiza Vilar Guerra Bessa, Joyce Antunes de Souza, Everton de Albuquerque Cavalcanti, Edineia Aparecida Gomes Ribeiro, Silvia Beatriz Serra Baruki