XXX Congresso da Sociedade Brasileira de Hipertensão Arterial

Dados do Trabalho


Título

ASSOCIAÇÃO DO INDICE DE RELIGIOSIDADE E PERFIL DO AUTOCUIDADO DE PACIENTES HIPERTENSOS NO MANEJO DA ADESÃO TERAPÊUTICA

Introdução

<p>A Hipertensão Arterial é uma condição clínica de multicausalidade e difícil controle que vem aumentando na população mundial.&nbsp;A adesão terapêutica é fundamental para o sucesso do tratamento e controle pressórico e o autocuidado parece ser essencial para a adesão ao tratamento e demais ações de controle de saúde.</p>

Objetivo

<p><strong>caracterizar o nível de autocuidado de pacientes hipertensos em seguimento ambulatorial e correlacionar com o índice de religiosidade e&nbsp;com o controle pressórico, obtido&nbsp;por meio da Medida Ambulatorial da Pressão Arterial (MAPA) e de valores de pressão arterial aferidos em consultório.</strong></p>

Método

<p>Estudo descritivo e transversal com coleta de dados realizada com aplicação de instrumento específico adaptado e validado para caracterização de autocuidado denominado Escala de Autocuidado de Hipertensão (SC-HI), instrumento denominado Escala de Religiosidade de Duke (DUREL) para verificação de índice de religiosidade e instrumento especifico denominado Escala de Adesão Terapêutica (Morisky). A seleção foi&nbsp;realizada via contato telefônico e consulta ao prontuário de saúde,&nbsp;</p>

Resultados

<p>O déficit de autocuidado foi evidenciado na maioria dos participantes (n=44) em todas as dimensões: Manutenção (77,2%) Manejo no autocuidado (77,3%) e Confiança no autocuidado (61,4%).&nbsp;A população do estudo foi predominantemente feminina (70,6%), com média de idade de 63,5±10 anos, onde a maioria 70,6%(12) referiu não possuir companheiro(a) (viúvos, divorciados, separados e solteiros) e 47%(8) atestaram ser católicos. Os valores médios da pressão arterial de consultório foram 140,7±23mmHg&nbsp; /82,23±13mmHg. O déficit de autocuidado foi evidenciado na maioria dos participantes com destaque às dimensões de manutenção do autocuidado 58,8%(10) e de manejo no autocuidado 70,6%(12). Foi identificada correlação significativa e positiva entre a carga pressórica da pressão arterial sistólica (PAS) (r=0,55, p=0,02) e da diastólica (PAD) (r=0,58, p=0,01) durante o sono com a RI. Foi também identificada correlação negativa entre a RI e o descenso noturno da PAS (r=-0,56, p=0,01).</p>

Conclusão

<p>A população do estudo apresentou expressivo déficit de autocuidado em todos as dimensões, destacado no aspecto do manejo. Quanto à religiosidade observou correlação negativa sendo quanto maior foi a índice de RI pior o controle pressórico. Por se tratar de um estudo com amostra abaixo do cálculo amostral indicado, planeja-se a continuidade do estudo para demais possíveis resultados.&nbsp;</p>

Palavras Chave

Enfermagem, Autocuidado, Hipertensão, Religião, Hipertensão do Jaleco Branco

Área

Área Multiprofissional

Instituições

- Instituto do Coração InCor do Hospital das Clínicas da FMUSP , São Paulo, SP, Brasil - São Paulo - Brasil, Sociedade Brasileira de Hipertensão - SBH - São Paulo - Brasil, Universidade Católica Portuguesa, Portugal - - Portugal, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP, - São Paulo - São Paulo - Brasil - São Paulo - Brasil, Universidade Santo Amaro - UNISA - São Paulo - Brasil

Autores

Maria Clara Moreira Matias, Vanessa Lúcia Martins, Jurema da Silva Herbas Palomo, Margarida Vieira, Miriam Harumi Tsuneni, Heno Ferreira Lopes, Luiz Aparecido Bortolotto, Grazia Maria Guerra