XXX Congresso da Sociedade Brasileira de Hipertensão Arterial

Dados do Trabalho


Título

EFEITO DE DIFERENTES ORDENAÇÕES DE EXERCÍCIO CONCORRENTE AGUDO SOBRE PRESSÃO ARTERIAL, MODULAÇÃO AUTONÔMICA CARDÍACA E REENTRADA VAGAL EM ADULTOS COM PRESSÃO ARTERIAL ELEVADA.

Introdução

<p>O efeito anti-hipertensivo do treinamento físico pode decorrer do acúmulo de reduções agudas da pressão arterial (PA), fenômeno denominado hipotensão pós-exercício (HPE). Sessões combinando exercícios aeróbios e resistidos (exercício concorrente, ExC) consistem em alternativa para indivíduos com PA elevada. Contudo, investigações são escassas acerca do controle autonômico enquanto mecanismo da HPE após ExC nessa população.</p>

Objetivo

<p>Investigar o efeito de ExC realizado com diferentes ordenações (resistido+aeróbio e vice-versa, ExR+A e ExA+R) sobre a PA, índices de variabilidade da frequência cardíaca (R-R, FC, rMSSD, LF, HF, LF/HF) e reentrada vagal (rMSSD180s) em adultos com PA elevada.&nbsp;</p>

Método

<p>14 adultos com pressão arterial elevada, não medicados e destreinados (9 homens; 24±3 anos; 24.7±2.6 kg/m2; 130.9±7.8/74.7±8.1 mmHg) realizaram medidas da PA sistólica (PAS), diastólica (PAD) e variabilidade da frequência cardíaca antes (10 min) e após (60 min a cada 10 min) sessões controle (SC) e de ExC realizado com diferentes ordenações (ExR+A e ExA+R). O componente ExR incluiu seis exercícios (3 sets, 8-12 reps, 80% 10RM), enquanto ExA consistiu em corrida na esteira (20 min, 60-70% da frequência cardíaca de reserva).&nbsp;Comparações foram feitas através de ANOVA para medidas repetidas (condição x tempo) seguida de verificação <em>post hoc</em> de Bonferroni.</p>

Resultados

<p>ExR+A e ExA+R induziram níveis similares de HPE vs. SC (PASmmHg: -13 e -12 vs. +0.8 <em>p</em>&lt;0.0001; PADmmHg: -11 e -8 vs. +0.8, <em>p</em>=0.019). A redução da PA foi concomitante a aumentos na frequência cardíaca e índices refletindo a modulação autonômica simpática (FCbpm: +22 e +21 vs. -5.1, <em>p</em>&lt;0.001; LFu.n.: +12 e +8 vs. +1.3, <em>p</em>=0.01; LF/HFu.n.: +3 e +4 vs. +0.2, <em>p</em>&lt;0.001) e reduções de índices associados à modulação vagal (R-Rms: -349 e -368 vs. +57, <em>p</em>=0.01; HFu.n.: -16 e -11 vs. -1.3, <em>p</em>=0.01). A reentrada vagal foi maior em ExR+A vs. ExA+R (rMSSD180s: 7.5&nbsp;vs. 6.1, <em>p</em>=0.008).</p>

Conclusão

<p>ExC realizado com diferentes ordenações induziu HPE de magnitude equivalente em adultos com PA elevada. A redução da PA foi paralela a&nbsp;aumento da modulação simpática e decréscimo da modulação parassimpática. A reentrada vagal foi favorecida ao se realizar o exercício aeróbio após os exercícios resistidos.</p>

Palavras Chave

Exercício concorrente; Pressão Arterial; Hipotensão Pós-Exercício; Modulação Autonômica

Área

Área Multiprofissional

Instituições

Centro Universitário de Volta Redonda - Rio de Janeiro - Brasil, Departamento de Educação Física e Desportos - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Exercício e do Esporte - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, Universidade Estácio de Sá - Rio de Janeiro - Brasil, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Departamento de Educação Física e Desportos - Rio de Janeiro - Brasil

Autores

RICARDO GONÇALVES CORDEIRO, MICHEL OLIVEIRA DA SILVA, Bruno Ribeiro Ramalho Oliveira, JOSÉ CRISTIANO PAES LEME DA SILVA, JEFERSON SILVA ROCHA, PAULO TARSO VERAS FARINATTI