XXX Congresso da Sociedade Brasileira de Hipertensão Arterial

Dados do Trabalho


Título

Diferenças entre homens e mulheres na doença arterial coronariana de pacientes com hipertensão resistente

Introdução

<p>A hipertensão arterial (HTN) é um dos principais fatores de risco para doenças cardiovasculares (DCV), em especial para doença arterial coronária (DAC).&nbsp; É conhecido que as mulheres com&nbsp; DAC têm pior prognóstico em relação aos homens. Entretanto, no cenário da HTN, as diferenças entre os sexos não estão bem estabelecidas, e as publicações mostram resultados controversos.</p>

Objetivo

<p>Avaliar as diferenças entre homens e mulheres quanto às características da DAC em pacientes(pts) com HAR e sintomas/sinais de isquemia encaminhados para cinecoronariografia.</p>

Método

<p>Os pacientes foram incluídos retrospectivamente com base na admissão em ambulatório de hipertensão de um hospital acadêmico terciário de Maio/2010 até Maio/2014. A HAR foi definida como pressão arterial (PA) ≥140/90 mmHg em uso de ≥3 farmacos anti-HTN ou PA &lt;140/90 mmHg usando &gt; 4 drogas.&nbsp;</p>

Resultados

<p>De um total de 1519 pts (885 pts excluídos devido a dados incompletos), &nbsp;fuma coorte final de 634 pts, 357(56,3%) mulheres, idade média &nbsp;de 52,5±11 anos, índice de massa corporal 30,4±6 kg/m2, PA admissão 171±29/101±17 mmHg, no uso de 3,5±1 &nbsp;medicamentos anti-HTN. &nbsp;Destes, 186 pts foram submetidos à cinecoronariografia por suspeita clínica de DAC (angina, dispneia e/ou exame complementar com isquemia). O diagnóstico de DAC (estenose coronária ≥ 50% em pelo menos 1 artéria principal) esteve presente em 113 pts (60%), 45% de mulheres. O único fator de risco associado a presença de DAC em homens foi o diabetes (38%-DAC vs. 17% não-DAC), enquanto nas mulheres a presença de DAC foi significativamente(p&lt;0,05) relacionada à presença de dislipidemia (72%-DAC &nbsp;vs. não-DAC 46%) e antecedente familiar de DAC (56%-DAC vs. 27% não-DAC) e também com maior idade (57 anos -DAC vs. 50 anos- não-DAC),&nbsp; mais altos níveis de triglicérides (176 mg/dl -DAC vs. 114 mg/dl- não-DAC) e de glicose (142 mg/dl -DAC vs. 109mg/dl- não-DAC) e menor taxa de filtração glomerular (58- ml.min.1,73 m2 - DAC vs. 73 ml.min.1,73 m2 - não-DAC).</p>

Conclusão

<p>Em pacientes com HAR submetidos à cinecoronariografia por indicação médica, a presença de obstrução coronária significativa em mulheres foi elevada&nbsp; maior que o esperado. Houve diferenças importantes entre os sexos com relação aos fatores de risco para DAC.</p>

Palavras Chave

Área

Área Clínica

Instituições

Instituto do Coração - São Paulo - Brasil

Autores

Maria Ceilica Solimene, Luiz Aparecido Bortolotto