XXX Congresso da Sociedade Brasileira de Hipertensão Arterial

Dados do Trabalho


Título

NA DOENÇA ARTERIAL PERIFÉRICA, HIPERTENSOS APRESENTAM AO LONGO DE ANOS MAIOR COMPORTAMENTO SEDENTÁRIO E MENOR NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA: ESTUDO TRANSVERSAL LONGITUDINAL

Introdução

<p>A hipertensão arterial (HA) é considerada um dos principais fatores de risco para a doença arterial periférica (DAP). Pacientes hipertensos com DAP possuem um risco aumentado de desenvolver eventos cardiovasculares, além de apresentar um pior prognóstico funcional, e tais fatores podem eventualmente prejudicar os níveis de AF destes pacientes. No entanto, o efeito da HA nos níveis de AF de pacientes com DAP ainda é pouco conhecido.</p>

Objetivo

<p>Comparar o tempo em comportamento sedentário e nível de AF entre pacientes com DAP hipertensos e não hipertensos ao longo de 2 anos.</p>

Método

<p>Foram incluídos 108 pacientes com DAP, 98 hipertensos e 10 não hipertensos (68,5% homens; 65,8±9,4 anos; Índice de massa corporal: 27,3±4,6 kg/m²). O tempo em comportamento sedentário (SED) e os níveis de atividade física (AF) foram medidos por acelerômetria (Actigraph®, EUA) em dois momentos, com intervalo de dois anos entre si (Ano 0 e Ano 2). Todos os pacientes receberam instruções para usar o acelerômetro durante 7 dias consecutivos, retirando-o apenas para dormir ou tomar banho. A média do tempo total gasto em cada intensidade de AF foi calculada utilizando os pontos de corte específicos para idosos, considerando o SED como 0 a 99 contagens/min; AF leve-baixa como 100 a 1040 contagens/min, AF leve-alta como 1041 a 1951 contagens/min, e AF moderada a vigorosa como ≥ 1952 contagens/min. Os dados foram analisados utilizando-se Equações Estimadas Generalizadas e apresentados em média e desvio padrão, com nível de significância estabelecido em p &lt;0,05.</p>

Resultados

<p>Observou-se efeito significante para o grupo, para o SED (Hipertensos: 4.309±84min/dia Ano 0 vs. 4.544±88min/dia Ano 2; não hipertensos: 3.601±263min/dia Ano 0 vs. 4.000±322min/dia Ano 2), AF leve-baixa (Hipertensos: 1.998±69min/dia Ano 0 vs. 1.910±72min/dia Ano 2; não hipertensos: 2.569±216min/dia Ano 0 vs. 2.193±264min/dia Ano 2) e AF alta (Hipertensos: 276±17min/dia Ano 0 vs. 188±17min/dia Ano 2; não hipertensos: 419±53min/dia Ano 0 vs. 346±65min/dia Ano 2) (p&lt; 0,05 para todos).</p>

Conclusão

<p>Pacientes com DAP hipertensos despenderam mais tempo em SED e menor tempo em AF leve em relação aos não hipertensos.</p>

Palavras Chave

Claudicação Intermitente; Acelerômetro; Hipertensão arterial sistêmica

Área

Área Multiprofissional

Instituições

Universidade Nove de Julho - São Paulo - Brasil

Autores

Max Duarte Oliveira, Gustavo Oliveira Silva, Nelson Wolosker, Hélcio Kanegusuku, Marilia A Correia, Raphael Mendes Ritti-Dias