XXX Congresso da Sociedade Brasileira de Hipertensão Arterial

Dados do Trabalho


Título

ASSOCIAÇÃO ENTRE HIPERTENSÃO E INDICADORES ANTROPOMÉTRICOS EM PACIENTES COM DOENÇA ARTERIAL PERIFÉRICA

Introdução

<p>A doença arterial periférica (DAP) é a presença da doença aterosclerótica nos membros inferiores. A hipertensão arterial sistêmica (HAS) e o excesso de gordura corporal são importantes fatores de risco para a DAP.&nbsp;</p>

Objetivo

<p>Investigar a associação entre a HAS e indicadores antropométricos em pacientes com DAP.&nbsp;</p>

Método

<p>Estudo transversal em pacientes com DAP, de ambos os sexos e idade &gt; 40 anos. O índice tornozelo-braquial foi usado para identificar DAP, registrado em ambos os membros por monitor Doppler vascular e esfigmomanômetro de mercúrio, sendo adotado o ponto de corte de 0,9. Foram coletados dados sociodemográficos, hemodinâmico e antropométricos. A HAS foi avaliada por meio de monitor de pressão arterial automático e seguindo as recomendações da 7ª Diretriz Brasileira de Hipertensão Arterial. Aqueles pacientes que referiram ser hipertensos ou tomam medicamentos foram classificados com HAS.&nbsp; Os indicadores antropométricos utilizados foram o Índice de Massa Corporal, Perímetro&nbsp;da&nbsp;Cintura, Índice de Adiposidade Corporal e Relação Cintura-estatura. Os dados foram analisados no programa STATA 13.1. Utilizou-se a estatística descritiva para apresentação das variáveis. A associação entre HAS e os indicadores antropométricos foi analisada a partir da Regressão Logística ajustada para possíveis fatores de confusão e estratificado por sexo. O nível de significância utilizado foi de P ≤ 0,05. O estudo foi aprovado por Comitê de Ética de Pesquisa com Seres Humano.&nbsp;</p>

Resultados

<p>Um total de 219 pacientes com DAP foram avaliados com média de idade de 66,7 ± 9,4 anos, sendo a maioria do sexo masculino (60,7%). A HAS estava presente em 86,4% dos pacientes e 70,6% estavam com excesso de peso. Valores médios de pressão arterial sistólica e diastólica segundo os indicadores antropométricos não foram diferentes estatisticamente (p &gt; 0,05). Os hipertensos do sexo masculino apresentaram maiores chances de terem excesso de peso (OR=3,14; p=0,03), perímetro da&nbsp;cintura aumentado&nbsp;(OR=4,22; p=0,03), percentual de gordura aumentado (OR=3,16; p=0,03) e maiores valores de relação cintura/estatura (OR=11,67; p&lt;0,01), enquanto nas mulheres a HAS associou-se com o perímetro da cintura aumentado&nbsp;(OR=6,26; p=0,04).&nbsp;</p>

Conclusão

<p>O perímetro da cintura foi o indicador antropométrico associado a HAS em pacientes com DAP em ambos os sexos, independente de outros fatores. Por ser uma medida simples e de fácil realização&nbsp;pode ser utilizada para identificar o excesso de adiposidade corporal nesses indivíduos.</p>

Palavras Chave

Hipertensão
Medidas antropométricas
Doença arterial periférica

Área

Área Clínica

Instituições

Universidade Nove de Julho (UNINOVE) - São Paulo - Brasil

Autores

Wellington Segheto, Heloisa Amaral Braghieri, Max Duarte de Oliveira, Hélcio Kanegusuku, Marilia de Almeida Correia, Raphael Mendes Ritti-Dias