XXX Congresso da Sociedade Brasileira de Hipertensão Arterial

Dados do Trabalho


Título

Irregularidade do Sono e Associação com Hipertensão Arterial e Níveis Pressóricos: Estudo ELSA-Brasil.

Introdução

<p>Recentes evidências sugerem que a irregularidade do sono pode ter impacto cardiovascular, mas a associação com a hipertensão arterial sistêmica (HAS) é desconhecida.</p>

Objetivo

<p>Avaliar a associação da irregularidade do sono com a HAS e níveis pressóricos (PA).</p>

Método

<p>Participantes adultos do ELSA-Brasil realizaram avaliações clínicas incluindo a duração objetiva do sono (Actigrafia) por 7 dias consecutivos, insônia e avaliação para definição da apneia do sono (Poligrafia) por 1 noite de sono. Para quantificar a irregularidade do sono, utilizamos dois parâmetros obtidos pela actigrafia: 1) desvio padrão (DP) de 7 dias da duração de sono; 2) DP de 7-dias da latência para início do sono. Uma análise multivariada foi usada para determinar as associações independentes da irregularidade do sono com valores de HAS e PAS sistólica/diastólica.&nbsp;</p>

Resultados

<p>Foram estudados 1.720 participantes (idade 49±8 anos; 43,4% homens) e 27% apresentavam HAS. Após ajustes para idade, sexo, raça, índice de massa corporal (IMC), consumo excessivo de álcool, intensidade de atividade física, excreção urinária de sódio, insônia, duração objetiva do sono (DS) e apneia do sono (índice de apneia-hipopneia ≥ 15 eventos/hora), encontramos que o DP de 7 dias da duração de sono foi discretamente associada à HAS. No entanto, o DP de 7 dias da duração de sono &gt;90min foi independentemente associada à PA Sistólica (β: 1,55; IC 95%: 0,23-2,88) e PA Diastólica (β: 1.07; IC 95%: 0.12-2.01). A análise de estratificação excluindo participantes com apneia do sono revelou que o DP de 7 dias da duração de sono 90min foi associado a uma chance de 48% maior de ter HAS (OR: 1,48; IC 95%: 1,05, 2,07). Não foram observadas associações significativas para o DP de 7 dias da latência para início do sono.</p>

<p>&nbsp;</p>

<p><img alt="" src="https://congressosbh2022.com.br/upload/cartas/images/Figura%201.JPG" style="width: 1280px; height: 720px;" /></p>

<p><img alt="" src="https://congressosbh2022.com.br/upload/cartas/images/Figura%202a.JPG" style="width: 1280px; height: 720px;" /><img alt="" src="https://congressosbh2022.com.br/upload/cartas/images/Figura%202b.JPG" style="width: 1280px; height: 720px;" /><img alt="" src="https://congressosbh2022.com.br/upload/cartas/images/Figura%202c.JPG" style="width: 1280px; height: 720px;" /></p>

Conclusão

<p>A medida objetiva da irregularidade do sono, avaliada pelo DP da duração do sono por uma semana, foi associada à HAS e maiores níveis pressóricos, principalmente em participantes sem apneia do sono.</p>

Palavras Chave

ritmo circadiano, apneia obstrutiva do sono, duração do sono, irregularidade do sono, hipertensão arterial.

Área

Área Clínica

Instituições

Centro de Pesquisa Clínica e Epidemiológica, Hospital Universitário, Universidade de São Paulo - São Paulo - Brasil, Unidade de Hipertensão, Disciplina de Nefrologia, Hospital das Clinicas HCFMUSP, Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo - São Paulo - Brasil, Unidade de Hipertensão, Instituto do Coração (InCor), Hospital das Clinicas HCFMUSP, Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo - São Paulo - Brasil

Autores

Barbara K Parise, Ronaldo B Santos, Soraya Giatti, Aline N Aielo, Lorenna F Cunha, Silvana P Souza, Luiz A Bortolotto, Paulo A Lotufo, Isabela M Bensenor, Luciano F Drager