XXX Congresso da Sociedade Brasileira de Hipertensão Arterial

Dados do Trabalho


Título

EFEITO DA INTENSIDADE DA LUZ NA HIPOTENSÃO PÓS-EXERCÍCIO AERÓBICO:ANÁLISE PRELIMINAR

Introdução

<p>Uma sessão de exercício aeróbico promove redução dos níveis de pressão arterial (PA), fenômeno conhecido como Hipotensão Pós-Exercício (HPE), o qual possui magnitude influenciada por diversos fatores. Nesse contexto, estudos prévios demonstraram que quando a luz intensa (LI) incide sobre a pele de um indivíduo, a PA diminui e, por outro lado, a PA aumenta quando a LI incide sobre os olhos. Durante uma sessão de exercício, a luz incide sobre ambos, olhos e pele, de modo que essa exposição pode potencializar ou atenuar a HPE, fato que é desconhecido na literatura.</p>

Objetivo

<p>Comparar a influência da intensidade da luz sobre a HPE.</p>

Método

<p>Treze homens adultos normotensos (28±5 anos) participaram do estudo. Eles realizaram 3 sessões experimentais em ordem aleatória, iniciadas as 14hs, sendo expostos à diferentes intensidades de luz: LI (5000 lux), luz controle (LC - 500 lux) e penumbra (PN - &lt;8 lux). Em cada sessão, após 20 min de exposição à intensidade de luz específica (LI, LC ou PN), a PA e a frequência cardíaca (FC) foram medidas antes do exercício (Pré-EX) e após o exercício durante 90 minutos. O exercício foi realizado em cicloergômetro por 30 min em 50-60% da FC de reserva. A PA foi medida pela técnica auscultatória e a FC através de cardiofrequencímetro. ANOVAs de dois fatores para medidas repetidas [sessão (LI, LC e PN) x tempo (20, 40, 60, e 90 minutos)], p≤0,05 foi considerado significante.</p>

Resultados

<p>Em todas as sessões, a PAS (-4±3mmHg, ptempo=0,05) e a PAM (-2±2 mmHg, ptempo=0,04) diminuíram significante e similarmente aos 40 min pós-exercício em comparação aos valores Pré-EX. Além disso, durante toda a sessão, os valores de PAM foram maiores nas sessões LI e LC do que na sessão PN (psessão=0,04). A FC permaneceu elevada durante todo o período pós-exercício sem diferença entre as sessões (ptempo&lt;0,001).</p>

Conclusão

<p>A análise dos dados de parte da amostra pretendida sugere que a intensidade da luz não influencia a HPE, entretanto a luz controle e intensa parecem manter os valores de PAM mais elevados. Tais resultados serão confirmados ou não quando for atingido o tamanho amostral previamente calculado de 20 sujeitos. Apoio financeiro: FAPESP: 2019/24327-5.</p>

Palavras Chave

Área

Área Multiprofissional

Instituições

Grupo de Pesquisa em Cronobiologia Aplicada e Fisiologia do Exercício, EACH-USP - São Paulo - Brasil, Laboratório de Hemodinâmica da Atividade Motora, EEFE-USP - São Paulo - Brasil, Laboratório de Neurobiologia, ICB-USP - São Paulo - Brasil, Oregon Institute of Occupational Health Science, OHSU - - United States

Autores

Gustavo Oliveira, Thais Marin, Luan Azevedo, José Cipola-Neto, Claudia Forjaz, Leandro Brito